5 de out de 2013

QUEBRADEIRA - Parte I

Esse título não tem nada a ver com o rítimo, a música (infelizmente)...
É o raio-X do dia em que fraturei o tornozelo.

Aracaju,  17 de setembro de 2013, terça-feira , Fundação Aperipê de Sergipe.
Um dia corrido como outro qualquer no meu trabalho. E quando digo corrido, é no sentido figurado e literal(eu corro mesmo), por volta das 16:00H.

Pois bem, faltando apenas uns 40 minutos para encerrar o expediente, eu tenho a brilhante ideia de ir até onde estavam dois profissionais responsáveis pela instalação de vários aparelhos de ar condicionado na Fundação, na parte de trás do edifício. Dou apenas dois passos, desço apenas dois degraus, e................

escorrego, ouço um barulho horrível de madeira quebrando, caio sentada, e grito por socorro...

Começa aqui a "SAGA DA VÉIA PERNETA".

2 comentários:

  1. Nubia Simoes, o titulo é de fazer sorrir ateeeee, ñ aguantar mais,como se tu fosse uma velha de 90 anos..m i s e r i c o r d i a¡¡¡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso até não ser, Anna, mas os acontecimentos provam o contrário...kkkkkkkkkkk
      Bjssss

      Excluir

Espero que esse tempinho que vc me emprestou, tenha sido tão bom pra vc, quanto foi pra mim!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...